• Ser_Socio.jpg
  • Cuidados_Paliativos_Exposicao_PORTO_137.jpg
  • Área do utilizador

Eventos a decorrer neste momento

Grupo de Apoio ao Luto

Os Cuidados Paliativos têm experienciado um desenvolvimento notável no que diz respeito à assistência às pessoas com doença avançada, progressiva e incurável. Este desenvolvimento acarretou consigo a criação e/ou evolução de equipas interdisciplinares, tendo esta chegado ao seu expoente máximo ao incluir nessas equipas, o psicólogo juntamente com outros profissionais. Através das equipas interdisciplinares, os C.P. têm como objectivos proporcionar o maior bem-estar possível à pessoa com doença e à sua família, assim como, servir de suporte à equipa que presta os cuidados.

 

De acordo com as definições adoptadas pela EAPC e da OMS, os aspectos psicossociais e a intervenção psicológica às pessoas doentes e famílias constituem-se como essenciais nos cuidados paliativos.

 

Assim e embora, os psicólogos tenham na prática um papel importante nos C.P. – na prestação de cuidados e nas políticas, ainda existe um vazio, no que diz respeito às funções e à formação específica no âmbito da psicologia aplicada aos C.P.

 

Tornou-se assim pertinente criar um Grupo da Psicologia da APCP no sentido de se iniciar a reflexão e sistematização desta área nos cuidados paliativos.

 

Missão

Desenvolver, com o apoio da APCP, as temáticas psicológicas na área dos Cuidados Paliativos.

 

Objetivos

1ª Fase

-Refletir e sistematizar a atuação clínica do psicólogo dentro das equipas interdisciplinares de Cuidados Paliativos, traduzindo documentos de consenso para português ou, se necessário, criando documentos de consenso que melhor se adaptem à nossa realidade.

- Delinear competências centrais exclusivas, acordando numa definição clara que distinga de forma objetiva, o papel dos psicólogos de outros profissionais.

 

2ª Fase

-Reforçar a formação dos psicólogos em áreas determinantes para a sua atuação específica em cuidados paliativos.

 

3ª Fase

-Incentivar a investigação e a produção de artigos científicos da psicologia em cuidados paliativos.

 

Plano de acção

1-Área da tradução de documentos de consenso

-Guidance on postgraduate education for psychologists involved in palliative care

-The EAPC Task Force on Education for Psychologists in Palliative Care

-Depression in palliative care: a pragmatic report from the Expert Working Group of the European Association for Palliative Care

- Which depression screening tools should be used in palliative care

 

2-Área da formação

- Treino na competência de comunicação em cuidados paliativos

- O papel do psicólogo nos cuidados paliativos

- Avaliação psicológica em cuidados paliativos

- Intervenção psicológica com outros profissionais da equipa.

-Luto em cuidados paliativos

 

3-Área Clínica

- Protocolo da Intervenção psicológica em cuidados paliativos

- Protocolo da comunicação de más notícias em cuidados paliativos

- Protocolo de intervenção no Luto em cuidados paliativos

 

4-Área da Investigação

 

5-Intervenção psicológica com outros profissionais da equipa.

 

Constituição do Grupo de Apoio ao Luto:

Maja Furlan de Brito (Psicologia) – Coordenadora; Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra

Alexandra Coelho (Psicologia) – CHLN, Hospital de Santa Maria

Ana Carrancha (Enfermagem) – CHUA Faro

Guida Ascensão (Psicologia) – ULSBA

Helena Beça (Medicina Geral e Familiar) – ACES Espinho/Gaia

Helena Salazar (Psicologia) – ACES Arrábida

Pedro Frade (Psicologia) – Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa

Susana Lopes (Serviço Social) – Hospital de Cantanhede

 

Contacto: gapoioluto@apcp.com.pt

SAIBA QUAIS...

as equipas que podem dar apoio ao Doente Paliativo na sua área de residência.

Distrito/Região autómoma

Tipo de apoio/Tipologia de serviço

  • banner2.jpg
  • banner4.jpg
  • banner3.jpg
  • follow-on-twitter.png
  • banner1.jpg
  • admedictours1.jpg
  • logo_fcg_2014.jpg

Informação

A APCP declina qualquer responsabilidade nas informações contantes nesta seção, em relação às ações formativas que não sejam por ela organizadas. Qualquer informação ou estabelecimento de contactos sobre estas ações externas à APCP, devem ser obtidas junto das entidades organizadoras, contantes na informação da ação. Nestas, a APCP apenas funciona como plataforma de divulgação e não como responsável pelas mesmas.