APCP congratula Fundação “la Caixa” pelo apoio aos cuidados paliativos

No âmbito dos resultados pré-anunciados sobre o balanço do primeiro ano de atividade do Programa Humaniza, a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos congratula a Fundação "la Caixa" pelo trabalho desenvolvido no apoio integral às pessoas com doença avançada e suas famílias.

O Programa Humaniza, que resultou de um investimento superior a um milhão de euros, permitiu criar 10 equipas de apoio psicossocial, permitindo ajudar, em apenas um ano, 3.745 pessoas com doenças avançadas e 4.556 familiares, em mais de 16 mil consultas. Estes resultados serão apresentados oficialmente esta sexta-feira no II Congresso dos Cuidados Continuados e Paliativos, em Lisboa.

"Estamos no caminho certo, quando permitimos e encorajamos a que as entidades externas ao Sistema Nacional de Saúde contribuam decisivamente no apoio às pessoas e famílias com necessidades paliativas. Saudamos a Fundação "la Caixa" pelo enorme trabalho desenvolvido no último ano, o ministério da saúde e a Comissão Nacional de Cuidados Paliativos, mas em particular os profissionais das dez equipas que se encontram no terreno", salienta Dr. Duarte Soares, presidente da APCP.

"O caminho certo passa pelo entendimento de que todos – sector público, privado, social e solidário – somos poucos ante o aumento exponencial da carga de doença e sofrimento a que assistimos na população portuguesa.

Devemos promover e facilitar o trabalho em conjunto, sobretudo com instituições que reconhecidamente se interessam e promovem os Cuidados Paliativos em Portugal.

A Fundação "la Caixa" é o mais recente exemplo, num caminho que conta com tantos outros parceiros, como a Fundação Calouste Gulbenkian, a Liga Portuguesa Contra o Cancro, Isabel Correia de Levy, apenas para mencionar alguns", conclui.


voltar